Seminário

Desde sua raiz latina, seminário evoca o lugar no qual ideias são semeadas, ou seja, causam o nascimento de elaborações. Ele segue, no percurso de Lacan, diferentes momentos nos quais podemos acompanhar sua relação com Freud., seja no sentido de retomar os textos freudianos, esclarecendo e criticando os conceitos neles presentes, ou de avançar numa direção não coincidente com a da obra do fundador da Psicanálise.
Para cada um daqueles que se autorizam em levar adiante a iniciativa de um seminário, trata-se de fazer chegar ao público questões articuladas a partir do solo adubado pelos fundadores. Tal como esclarecido no texto “Sobre o Instituto”, o seminário teve início a partir da retomada da clínica psicanalítica pelas psicoses. O fio condutor, enquanto voz que brotou dessa iniciativa teve continuidade com desdobramentos que se apresentaram relativos à economia do fantasma pela neurose obsessiva. Na sequência, terão a mesma abordagem pela neurose histérica.

***

Seminário vigente no primeiro semestre de 2017: A voz na neurose histérica

O Seminário retoma os três encontros anteriores realizados sob o mesmo tema, no segundo semestre de 2016, os quais se encontram disponibilizados no site do Instituto Vox.
O objetivo de agora é levar adiante o que foi apresentado, sob a forma de uma retomada da histeria em Freud e Lacan, considerando os seguintes tópicos:
1-A diferença da abordagem do caso Dora é ilustrativa de uma posição não coincidente entre os dois autores em relação a transferencia, à questão histérica, tanto quanto da passagem e as condições que poderiam franquear o acesso a uma posição feminina, distinta da feminilidade freudiana.

2-Uma vez que o conceito de voz, através de Lacan, vai se dissociar do sonorizável, passando a incluir a castração simbólica, tanto quanto o objeto causa de desejo, se faz necessário analisar os diferentes momentos de travessia das identificações, de forma a contemplar uma posição em que a voz se torna solidária da causação pelo desejo, na histeria.

3-A relação estreita que se nota entre histeria e saber, colocado em evidencia em seu discurso como apelo ao mestre, inclui a questão, hoje, do que se entende como significantes mestres que organizam as demandas na cultura. Um esclarecimento sobre o lugar da ciência, tanto quanto do capitalismo, levam a conceber um tipo de investimento do olhar que se estrutura por uma voz, cativante à histérica.

***
Seminário vigente no 2º semestre de 2016

Neste semestre o seminário conduzido por Mauro Mendes Dias, abordará  A voz na neurose histérica. O objetivo é dar prosseguimento às elaborações que foram iniciadas sobre a voz na neurose obsessiva tomadas desde a economia do fantasma, como condição para articular tanto os sintomas quanto os impasses no tratamento com tais sujeitos.

Esta atividade é aberta ao público em geral, sem necessidade de inscrição prévia e com  pagamento feito no local, diretamente com Santuza Cavalini, no valor de R$70,00 por encontro, Pede-se chegar com 10 minutos de antecedência.

Dia e Local: sempre aos sábados, das 10h às 13h, na sala de convenções do Flat Matiz Manhattan (Rua Haddock Lobo, 867, Jardim Paulista, São Paulo-SP). Consulte a Agenda para conhecer as datas da atividade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *