Psicose em Lacan

A bibliografia sobre psicose em Lacan merece ser inaugurada por sua Tese de doutorado “Da psicose paranoica em suas relações com a personalidade”, ainda que nesse período de sua produção ele se apresentasse como psiquiatra e não como psicanalista. Isso porque, por um lado, a novidade desse texto implica na invenção de uma modalidade de paranoia e solução dela inteiramente apoiada na obra freudiana. Por outro lado, seguindo os comentários do próprio Lacan, foi o trabalho com sua paciente que o permitiu ingressar na psicanálise.

No tocante a retomada das elaborações freudianas sobre o caso Shereber, no Seminário 3 e no texto “De uma questão preliminar a todo tratamento possível da psicose”, é decisivo que tais estudos sejam acompanhados ou precedidos pela leitura do livro de Shereber, “Memórias de um doente dos nervos”.

A indicação do Seminário 23 não significa que consideramos que Joyce fosse psicótico, mas sim de que sua escrita permitiu a ele reparar a falha de maneira a recompor o nó borromeano que sustenta uma posição. Duas citações de Lacan são esclarecedoras nesse sentido:

1- “O que proponho aqui é considerar o caso Joyce como respondendo a um modo de suprir um desnudamento do nó”(Seminário 23, pg 85, Jorge Zahar Ed)

2- “Eis exatamente o que se passa, e onde encarno o ego como corrigindo a relação faltante, ou seja, o que, no caso de Joyce, não e noda borromeanamente o imaginário ao que faz cadeia com o real e o inconsciente. Por artifício de escrita, recompõe-se, por assim dizer, o nó borromeano”( Seminário 23, pg 148, Jorge Zahar Ed)

 

1- Da psicose paranoica em suas relações com a personalidade. Ed Forense Universitária

2- Primeiros escritos sobre a paranoia:

a- O problema do estilo e a concepção psiquiátrica das formas paranoicas da experiência

b- Motivos do crime paranoico: o crime das irmãs Papin in Anexos do texto: “da psicose paranoica em suas relações a personalidade”

3- Capítulos VII e VIII do Seminário 1

4- Capítulos XXI Seminário 2

5- Seminário 3

6- Capítulos VIII e IX do Seminário 5

7- Capitulo XVII Seminário 8

8- Capítulo XXIV Seminário10

9- Capítulos XVI e XVII Seminário 11

10- Capitulo XX Seminário 16

11- Capitulo II Seminário 18

12- Lições dos dias 04/11/71 e 06/01/72 ( relação Psicanálise e Psiquiatria, Verwerfung e discurso do capitalista)

13- Capitulo IX do Seminário 20

14- Seminário 23

15- Lição do dia 17/05/77 do Seminário 24 ( aborda a ausência de despertar e apresentação de pacientes)

 

Textos dos Escritos

1- Formulações sobre a causalidade psíquica

2- De uma questão preliminar a todo tratamento possível da psicose

3- A ciência e a verdade

 

Textos dos Outros Escritos

1- Intervenção no I Congresso Mundial de Psiquiatria

2- Apresentação das Memórias de um doente dos nervos

3- Alocução sobre as psicoses da criança

4- Nota sobre a criança

5- Joyce, o Sintoma